quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Como roubar uma mesa e ainda ter sua conta paga

Primeiro: coloque uma loira e uma morena na mesa. Fetiche pouco é bobagem.

Segundo: quando se der conta de que roubou a mesa alheia – quem vai beber cachaça sozinho e abandona um copo quase cheio para ir ao banheiro? (muita gente, na verdade) – aja com espontaneidade. E convide o primeiro dono da mesa para se sentar à sua mesa, que na verdade era dele. Entendeu?

Terceiro: conte, sem cerimônias, que você e sua amiga estavam falando mal de homens (básico). Especialmente sobre os caras que acham que quando você quer se encontrar mais uma única vez é porque você já quer namorar. E pergunte a opinião dele sobre o tema. Não hesite em perguntar se ele é gay.

Quarto: Peça um copo a mais para ele beber da sua cerveja. Brinde ao encontro mágico que somente cidades malucas como São Paulo oferecem.

Quinto: Conte a ele que você e sua amiga vão trabalhar no dia seguinte, pleno domingão de eleições, e que estão ali enchendo a cara justamente para encarar o árduo dia seguinte. Ele morrerá de pena.

Sexto: Endoidecido com tanta sorte, ele pedirá o telefone das duas. Dê. Ele é engraçadinho. Se depois achar que não vale a pena um segundo encontro com o dono da mesa que você roubou sem querer, dê um perdido.

Por fim, faça uma cara de “não precisaaaaaaaaava” e agradeça muito por ele ter pago a sua conta.

Débora – A Separada

14 comentários:

Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

E eu tava com "pena" de vc ralando no domingão de eleição, hahahaha. Adorei a história. Só vc mesmo.
Beijins e beijões,

Irma

7 de outubro de 2010 00:06
Andarilho disse...

É bom mesmo dizer "não precisava", pq se dizer "não precisa", é capaz de não funcionar, hahaha.

7 de outubro de 2010 08:34
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

hahahahaha...adorei!!! Que idéia mais genial!
beijocas,
Mari

7 de outubro de 2010 10:19
Jeff Prestes disse...

Pasmo...
Isso só confirma como homem é bobo.

7 de outubro de 2010 10:25
Albuq disse...

kkkkkkkkkkk

Muito boa idéia! adorei! bjssss

7 de outubro de 2010 11:19
Flávio P. disse...

Tenho que confessar... Se realmente forem duas gatas... cairia na armadilha facinho facinho!!!! hahahahahahaha

Olhe, na verdade nem precisavam ser tão gatas assim... pois se um dia eu estiver bebendo em uma mesa de bar sozinho... é porque a coisa ta bem, mais bem feia!!! Ai vale tudo, até pela companhia!

Adorei o texto!

beijos

7 de outubro de 2010 11:47
Anônimo disse...

Meninas, isso só acontece em cidades como São Paulo mesmo. Se fosse aqui em Fortaleza, seríamos expulsas sem cerimônia(é, aqui a coisa tá feia!!)

=*

7 de outubro de 2010 12:37
Érika Lanna disse...

Nossa adorei a tática, vou tentar por aqui rsrsrs...
Bjs

7 de outubro de 2010 13:32
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Canalhas!!! Hahaha!!!

Beijos,

Bela - La Divorciada

7 de outubro de 2010 13:37
Insana disse...

"Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças"
Charles Darwin


Bjs
Insana

7 de outubro de 2010 16:06
Ana disse...

Estratégia muito boa!!!
Deb, estava com saudade das suas histórias. Ainda bem que o "balanço" acabou.
Beijos

7 de outubro de 2010 16:27
Diário de um Tonto disse...

Hahahaha!

Cara... vocês mulheres são sensacionais!

Ri muito com essa maneira tão "simplista" pra vocês, de enlouquecer nós homens!

E se isso vale de alguma coisa... Sim, vocês conseguem tudo o que querem de nós muito facilmente!

ótimo Blog!

Heitor.

7 de outubro de 2010 18:15
Paula Li disse...

Estava pensando ser um "causo", mas a história é real, demais!!!
Que me desculpem os homens, mais muitos são facilmente enrolados.
Imagine o que ele não contou para os amigos no dia seguinte:
no mínimo que ganhou duas gatas no bar, que elas se amarraram na dele e que se tivesse convidado, levaria as duas para casa.
Muito boa a história.
bjs

7 de outubro de 2010 20:48
Evelin disse...

hhahahahha

mto bom!

8 de outubro de 2010 09:48